FAMÍLIA DAL MOLIN
NO BRASIL
Por: Paulo André da Mata Costa*

A família Dal Molin é oriunda do Comune de Lagui, a menor concentração de pessoas a habitar uma cidade em toda a Itália. Lagui fica na Província de Vicenza, região do Veneto e tem hoje cerca de 130 moradores. É uma região belíssima ao pé dos Alpes italianos.

Dessa família veio para o Brasil a senhora Catherina Ossato e filhos, que era viúva do soldado Giovanni Baptista Dal Molin. A família partiu da cidade de Gênova no dia 25 de julho de 1901 e desembarcou no porto de Santos aos 23 de julho do mesmo ano. A viagem foi a bordo do navio Città di Genova.

Juntamente com Catherina Ossato estavam os seus filhos Santa Dal Molin (9 anos), Maddalena Dal Molin (07 anos) e Giuseppe Dal Molin (04 anos). Passaram pela Hospedaria do Imigrante de São Paulo onde foram encaminhados para trabalharem na fazenda de café do senhor Carmelo Paolino, na cidade de Guaíba, interior paulista. Dali a família transferiu-se para a cidade de Monte Alto, onde em 1909, Santa Dal Molin casou-se com Eráclio Pirani.

Com o casamento Santa Dal Molin perdeu o contato com a família devido a atividade de arrendador de terras que o marido desempenhava. Até que, no ano de 1941, a família fixou residência na Fazenda Piedade (Simonsen), devido ao casamento da Filha Alzira Pirani com o cafeicultor Pedro Moreira da Costa, dos Costa de Guairá, família de fazendeiros portugueses que vieram de Portugal para São João Del Rey (MG), Guanambí (BA) e depois Guairá SP.

O pai de Santa Dal Molin, está sepultado no Cemitério da Guerra em Laghi junto com mais seis irmãos. Acredita-se que esse tenha sido o motivo da imigração da família para o Brasil. Essa descendente contava que a família dela desembarcou em Santos por acidente, todos os outros parentes foram para a Argentina, planejado destino dos imigrados de Laghi.

Santa Dal Molin faleceu em Jales São Paulo, vítima de tétano, com 72 anos. Na ocasião ela morava com o filho caçula Luiz Pirani. O grande sonho dela era rever os irmãos, porém jamais conseguiu realizar esse feito.

*Paulo André Da Mata Costa é jornalista, genealogista amador e descendente dessa família. pdamatta@itelefonica.com.br

 

VOLTA À PÁGINA "FAMÍLIAS ITALIANAS"

VOLTA À PÁGINA "SOBRENOMES ITALIANOS"